Tabela
Convidado

I.
II.
III.
IV.
V.
O mundo bruxo parece entrar em um novo conflito. As coisas diferiam completamente do que acontecera nas guerras bruxas. Sim, o caos estava começando a se fazer presente outra vez, devido a uma profecia vivenciada por Hermione Jean Granger-Weasley e Harry Tiago Potter. Resta ao mundo conseguir manobrar os problemas e mais uma vez se tornar pacífico, o que parece ser extremamente dificultoso.
ambientação e tramas
Últimos assuntos
» Avisos dos Jogadores
Qua Mar 08, 2017 7:20 am por Hadassa Störmberg

» A Night to Remember
Sex Mar 03, 2017 11:13 pm por Sollaria Vezzini Vause

» Uma dupla de três
Sex Mar 03, 2017 1:44 pm por Alexis Collin Störmberg

» Brotherhood
Qui Mar 02, 2017 11:06 pm por Curtis Bonham Störmberg

» We've Got Tonight
Seg Fev 27, 2017 5:53 pm por Scarlet Vezzini Vause

» Before you start a war, you better know what you're fighting for
Sab Fev 25, 2017 10:48 pm por Katherine Hartmann

» Village - Londrês
Dom Fev 19, 2017 6:01 pm por Dante Strider Rolstroy

» Flood 1.0
Sab Fev 18, 2017 6:04 am por Fernanda Nogueira

» Testes Gráficos
Seg Fev 13, 2017 7:53 am por Bess Louise Vengeance

Parceiros
Parceiros (01/40)
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::
Parceiros Elite (00/05)
Gráficos (00/10)

[FP] DZAGOYEV, Arwen

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Arwen Völker Dzagoyev em Dom Out 16, 2016 8:21 pm
Arwen
RES: 05
FOR: 05
INT: 08
PERS: 05  
CAR: 04
AGI: 06
Básico
NOME COMPLETO: Arwen Michaella Völker Dzagoyev
NASCIDO(A) EM: Londres, Inglaterra - 17/12/76
POSSUI O ROSTO DE: Cara Delevingne
SEU SANGUE É: Puro, AB+
PLAYER: Thi
ACADÊMICOS
ESCOLA: Hogwarts
CASA: Lufa-Lufa
ANO: Quarto ano
CARGOS: Estudante
CLUBES: Clube de Primeiros Socorros
PESSOAL
HABILIDADE OU RAÇA: Humana/bruxa
PATRONO: Coelho
AMORTÊNTIA: Café, grama molhada, pergaminho novo
ANIMAL OU OBJETO MÁGICO: Não possuí
PROFISSIONAL
EMPREGO: xx
DESDE: xx
TRABALHOS ANTERIORES: xx
FORMAÇÃO SUPERIOR:xx
VARINHA
Cedro, 36 cm, núcleo de corda de coração de dragão, inflexível. Sendo sua madeira referente à bruxos propensos a surpreender terceiros, a mesma é dotada de uma facilidade enorme para aprendizagem de vários tipos de feitiços - indo dos mais simples até os mais complexos, mesmo com pouca prática de sua dona.

PERSONALIDADE
Cheia de vida, é provavelmente uma das poucas crianças que não fogem de sua idade. É naturalmente sensível, tem quem diga que isso é fruto das coisas que aconteceram com ela no passado, mas sempre bastou poucas palavras para seus olhos se marejarem - mas dificilmente vai mostrar quando se magoa, não gosta de se mostrar fraca diante dos outros para não deixa-los desconfortáveis com suas ações, já que acontece frequentemente. Uma das suas características mais marcantes é o seu senso de humor - costuma usa-lo quando fica triste ou é magoada -, e tão criticado também, as pessoas dizem que deveria levar as coisas mais a sério, ou se mostrar um pouco séria as vezes, mas tem em mente que a vida é curta demais para fazer levar tudo a sério. Pode-se dizer que é uma mente pura vivendo em um mundo cruel, é facilmente manipulada e muitas vezes usada como isca para as "tramóias" de terceiros. Mas, mesmo que sempre saía prejudicada, as vezes acredita que faria tudo de novo apenas para ajudar tal pessoa. Sua vontade em ajudar as pessoas mais se parece uma necessidade, já que o modo mais fácil dela ficar triste é não ajudar em alguma coisa que estava em seu alcance. Raramente é pega "fora dos trilhos" já que possui uma paciência fora do normal, costuma usar isso para se aproximar de pessoas mais fechadas, já que está sempre tentando cultivar amizades novas.

HISTÓRIA
Desconhecia o semblante que via em sua frente, as expressões delicadas de sua mãe nunca pareceram tão tristes. A pouca iluminação de um poste um tanto distante das duas, permitia que a pequena tivesse uma visão acentuada dos olhos azuis semelhantes ao seus, marejados. — Arwen, meu amor... — A mulher esforçou-se para articular as palavras em meio as lágrimas que agora ela permitia que escorressem por seu rosto pálido, envolvendo o pequeno corpo da menina com seus braços. Abraçada ao corpo da mulher, fechou os olhos com tanta força a ponto de ver aquelas "estrelinhas" que costumam aparecer quando esfregamos os olhos. Tinha vivido pouco, mas nunca tinha visto a mãe naquele estado, então estava ciente de que o pior estava por vir. — Aqui.. — A mulher prosseguiu em uma tentativa falha de articular o resto da frase, desprendendo-se do pequeno corpo que estava envolvido por seus braços. Outra vez, tinha uma nítida visão do rosto da mulher, agora tomado por uma coloração avermelhada por conta do choro. Uma única lágrima escorreu por seu rosto ao deixar que seus olhos azuis caíssem sobre os da mãe, sabia o que ela fazer. — Aqui você.. — A mulher continuou a proferir em meio aos soluços que tentava abafar. Uma das mão da mãe escorreu sobre seu rosto, limpando a única lágrima que escorria por seu rosto. Manteve-se imoveu durante o contato da mulher, seus olhos ainda não haviam deixado de fitar os outros semelhantes, os conseguia ler de uma forma estranha. — Você vai estar segura aqui. Peço que seja forte, isso é pro seu bem. — As pequenas frases tinham um impacto tão grande sobre si que parecia irônica. Um beijo fora depositado sobre sua testa da forma mais reconfortante possível, como se aquele não fosse um beijo de "adeus" e sim um "até logo". — Eu te amo. — Fora proferido antes que tivesse qualquer reação para as ações anteriores, talvez ainda não tivesse entendido - ou não quisesse entender - o que estava ocorrendo. Outra vez, antes que tivesse qualquer reação, o semblante de sua mãe fora ficando mais distante e mais enegrecido sobre seus olhos. Ela não estava mais lá.

Filha de uma trouxa, Arwen fora fruto de um "falso amor" ocorrido sobre efeito de uma amortentia. Natalie, sua mãe, era uma nascida trouxa que pouco recebeu a rejeição dos sangue-puro enquanto cursava Hogwarts. Fora tudo muito pelo contrário, era o "sonho de consumo" de muitos rapazes dentro da escola de magia e bruxaria. Natalie despertava um desejo incomum nos bruxo aparentemente de má índole - incluindo seu pai -, eles vinham a ver sua pureza como algo palpável.

Em seu último ano em Hogwarts, Natalie caíra sobre o forte efeito de uma amortentia - talvez o feito duradouro consistisse pelo tempo em que a poção fora guarda antes de ter sido ingerida -. Arkell, um sonserino, fora dono do "amor" de Natalie por quase um ano. Eram os últimos dias de ano letivo em Hogwarts, e os últimos que Natalie cursava. A doce Lufana só se livrou do efeito da amortentia quando já parecia tarde demais, já crescia dentro de si uma criança do homem que tanto desprezava.

Embora sempre tenha sido perseguida por Arkell, quando ambos terminaram seus estudos em Hogwarts, o homem deixou de persegui-la, os dois seguiram caminhos distintos. Ele havia se dedicado à servir uma entidade das trevas a qual queria seguir os passos, e conseguir o poder que sempre quis. Essa fora escapatória de Natalie, a mulher manteu sua gravidez precoce em segredo para que pudesse criar o filho que crescia dentro de si longe do alcance do bruxo das trevas.

Passaram-se poucos anos - mas necessários - para que Arkell, agora um bruxo das trevas, rastreasse a antiga amada. O homem jurou mata-la caso a encontrasse por conta de sua fuga, e não pouparia sua filha mesmo que também carregasse o seu sangue. Então assim Natalie iniciou - novamente - sua corrida para escapar de Arkell.

Não demorou muito para que o bruxo das trevas, irritado, passasse a se dedicar por completo à caça da ex amada e sua prole. Foi assim então que a mulher decidiu arriscar a vida por sua filha, mesmo que isso custasse a presença dela em sua vida. Sobre o efeito do feito Fidelius - para ocultar a localização da filha para sempre -, Natalie deixou Arwen, agora com sete anos, na porta de um orfanato no interior da Inglaterra.

Embora para a pequena tenha sido difícil os primeiros dias como uma criança órfã, não demorou muito para que o sorriso da menina voltasse a tomar conta de seus lábios frequentemente. Passou a conviver com várias crianças - da sua mesma faixa etária ou não -, e consequentemente, a agir como elas. Tentou bloquear em sua mente tudo que tinha visto e ouvido nos sete anos de sua vida, deixou de esperar todas as noites que sua mãe voltasse para busca-la, cresceu.

E não demorou muito para que a menina fosse adota por um casal de trouxas. A agora sua mãe, era uma assistente social. Sua adotação deve-se as visitas casuais que a mulher fazia no orfanato para ver como as coisas andavam por lá, e ao fato de que a mulher tinha se encantado pela pureza e simpatia que insistiu em permanecer com a menina mesmo com tudo que ela passou.
Oh no, not today




Última edição por Arwen Völker Dzagoyev em Dom Out 16, 2016 9:38 pm, editado 4 vez(es)
Arwen Völker Dzagoyev
Lufa-Lufa
Galeões : 1933

avatar
Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Slytherin em Dom Out 16, 2016 8:38 pm
Bem vindos!


Ficha Aceita!

Arwen,

Você foi aceita no grupo Lufa-lufa. Agora faz parte da comunidade mágica do Magic Hearts. Não esqueça de postar nos tópicos de registro.

Seja bem vindo ao nosso mundo e lembre-se: O mal ainda está lá fora.
Slytherin
Administrador
Galeões : 7901

avatar
Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum