Tabela
Convidado

I.
II.
III.
IV.
V.
O mundo bruxo parece entrar em um novo conflito. As coisas diferiam completamente do que acontecera nas guerras bruxas. Sim, o caos estava começando a se fazer presente outra vez, devido a uma profecia vivenciada por Hermione Jean Granger-Weasley e Harry Tiago Potter. Resta ao mundo conseguir manobrar os problemas e mais uma vez se tornar pacífico, o que parece ser extremamente dificultoso.
ambientação e tramas
Últimos assuntos
» Avisos dos Jogadores
Qua Mar 08, 2017 7:20 am por Hadassa Störmberg

» A Night to Remember
Sex Mar 03, 2017 11:13 pm por Sollaria Vezzini Vause

» Uma dupla de três
Sex Mar 03, 2017 1:44 pm por Alexis Collin Störmberg

» Brotherhood
Qui Mar 02, 2017 11:06 pm por Curtis Bonham Störmberg

» We've Got Tonight
Seg Fev 27, 2017 5:53 pm por Scarlet Vezzini Vause

» Before you start a war, you better know what you're fighting for
Sab Fev 25, 2017 10:48 pm por Katherine Hartmann

» Village - Londrês
Dom Fev 19, 2017 6:01 pm por Dante Strider Rolstroy

» Flood 1.0
Sab Fev 18, 2017 6:04 am por Fernanda Nogueira

» Testes Gráficos
Seg Fev 13, 2017 7:53 am por Bess Louise Vengeance

Parceiros
Parceiros (01/40)
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::
Parceiros Elite (00/05)
Gráficos (00/10)

OK, Min Hyun

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Ok Min Hyun em Sab Out 22, 2016 11:13 pm
Minhyun
RES: 5
FOR: 5
INT: 6
PERS: 5
CAR: 6
AGI: 8
Básico
NOME COMPLETO: Ok Min Hyun
NASCIDO(A) EM: Seul, Coreia do Sul - 21|Julho|2075
POSSUI O ROSTO DE: Byun Baekhyun
SEU SANGUE É:  Mestiço, A
PLAYER: Pedro
ACADÊMICOS
ESCOLA: Hogwarts
CASA: Sonserina
ANO: 5° ano
CARGOS: Apanhador do time de quadribol
CLUBES: Clubes que pertenceu/ Pertence (Se for criança deixe em branco)
PESSOAL
HABILIDADE OU RAÇA: Licantropia
PATRONO: Cervo-da-Tailândia
AMORTÊNTIA:  Grama cortada, canela e chocolate.
ANIMAL OU OBJETO MÁGICO: Espelho de duas faces
PROFISSIONAL
EMPREGO: Estudante
DESDE: 2086
TRABALHOS ANTERIORES: Quais foram seus trabalhos anteriores?
FORMAÇÃO SUPERIOR: Você possui alguma formação superior?
VARINHA
Carvalho, asa de fada mordente, 29,5 cm. Meio flexível ótima para azarações.

PERSONALIDADE

Tem uma necessidade insatisfeita de aliar-se a outros cujos padrões sejam tão elevados quanto os seus e de sobressair acima do comum. Isto o sujeita a considerável tensão, mas se além às suas atitudes a despeito da falta de aprovação. Considera a situação bem desagradável e gostaria de livrar-se dela, mas recusa-se a transigir em suas opiniões. É incapaz de resolver a situação porque adia continuamente a tomada de decisão necessária, já que duvida da sua capacidade de resistir à oposição resultante. Precisa da estima dos outros, concordância com seus desejos e respeito pelas suas opiniões para se sentir à vontade e seguro. Insiste em que suas esperanças e ideais são realidade, mas precisa de reafirmação e estímulo. É egocêntrico; portanto ofende-se com facilidade.
HISTÓRIA

Mesmo com todas as adversidades da vida, Minhyun conseguiu ser feliz em sua vida, principalmente depois de vasculhar as coisas de seus pais aos trezes e encontrar um espelho engraçado, ele refletia para Minhyun um pedaço da sala, o lado oposto onde estava. Claro que ele saiu correndo para a mãe.

Ser lobisomem não é a melhor coisa, vai por mim. Agora imagina ser um lobisomem na sociedade coreana? Pois é, a pobre família Ok sofreu muito com isso. Deixe-me te contar como tudo aconteceu, sente-se.

Ato 1: Licantropia

Ok  Jung Hyun manifestou os genes em 2000, após uma mordida. O bruxo fazia uma excursão para estudar a floresta negra, na fronteira com a França e a Alemanha e lá foi surpreendido por um grupo deles. Ele lutou bravamente, mas no fim acabou estuporado. Os relatos da família Ok é depois de ser enfeitiçado, o coreano foi atacado pelo líder. Depois disso, o que chegou à família foi que um centauro que observava a posição de Vênus em relação a Urano que indicava que precisavam dele, pois Marte estava brilhando do centro entre os dois o salvou, levando-o para o bando e lá cuidando dele.

Ok Yun Hyun, o pai de Min Hyun descobriu os genes na primeira lua cheia de seu 13° aniversário, ele nunca descobriu o porquê da manifestação tardia, mas isso só o complicou ainda mais. Suas relações interpessoais eram bem confusas e tardias, além do seu jeito apático. O homem sempre achou que não teria os genes licantropos desenvolvidos, uma vez que seu pai sofreu a transformação pela primeira vez aos 7 anos, junto com a manifestação dos poderes, estava tudo um caos.

Ok Min Hyun. O caos em pessoa diga-se de passagem. Tal como o avô desenvolveu os genes no 7° ano de vida. Uma semana depois da manifestação dos seus poderes mágicos. Por sorte ele tinha o pai em sua vida para acompanha-lo durante suas transformações. O menino não saberia lidar com tudo sozinho, nunca. As ondas de raiva desencadeavam duas coisas principais, o crescimento anormal de pelos por seus braços e pernas, que geralmente desapareciam no dia seguinte e a desordem com seus poderes, como nevar em pleno verão, algumas coisas quebrarem ou pegarem fogo sozinhas. Minhyun estava frito. Como seria suas transformações nas escolas de bruxaria?

Ato 2: A varinha

Minhyun recebeu duas cartas. Uma da Inglaterra e uma do Japão, por isso, sua educação sempre foi nas duas línguas, pois assim ele poderia se dar bem para onde ele quisesse ir. Cogitou o Japão, por muito tempo, já que ele poderia voltar para casa sempre que quisesse e seus pais morariam com ele lá.

A Inglaterra foi a escolhida devido a história do lugar, ainda mais com as histórias surpreendentes que havia tido tanto pelos pais quanto pelo livro, Hogwarts: Uma história, que tinha lido. Portanto, próximo de iniciar as aulas, foi para o país com os pais. Lá, decidiram comprar os materiais do garoto.

Beco Diagonal era o nome desse lugar, Hyun confessava achar bem engraçado esse nome, principalmente para um lugar para vender roupas, animais entre outras coisas do mundo bruxo, será que tinha a ver com o estilo do lugar, no caso, seu formato? E se fosse realmente um beco diagonal? Nunca saberia, ele achava.

Depois de livros, roupas, coruja e dois sorvetes, ele junto com a mãe para a loja de varinhas. Era tanta informação que o menino estava até perdido, já que era sua primeira vez com a língua inglesa falada por ingleses, na escola era até o primeiro da turma, mas tudo parecia duas vezes mais complicado quando não estava lá.

Lá, foi recepcionado por uma moça bem sorridente que dizia estar em um estágio ou algo assim, ele não entendeu muito bem o que ela dizia, mas aceitou sorrindo. Logo depois começou a apresentação das varinhas.

A primeira foi um fracasso total! Uma estante todinha foi destruída quando ele apontou o objeto para lá e, além disso, não sentiu nada de mais com isso, para falar a verdade, sentiu-se um tanto quanto rejeitado.  Na segunda ele achou que tinha ido bem, até que reparou que uma das caixas que estava parada ao pé da estante estava toda revirada, com tudo para fora. Suspirou, longamente. Nunca acharia sua varinha.

Na terceira parece que foi ainda pior, um vaso com uma planta esquisita foi quebrado completamente, deixando uma mistura de vidro, barro e planta no chão, perto da porta. Ele nunca se sentiu tão envergonhado em sua vida.  A quarta não foi diferente, mas por sorte a moça, que já olhava, para o garoto, aborrecida abaixou-se, logo nada de ruim aconteceu com ela.

Agora com a quinta e última, tudo foi bom. Parece que naquele momento era Minhyun e a varinha, foi estranho.  Um cheiro bom tomou suas narinas, um formigamento ainda melhor começou em seu dedão do pé e subiu por todo seu corpo e senti como se a mágica fluísse de sua mão para todo o seu corpo e ia e voltava e tudo isso era maravilhoso, estranho, mas maravilhoso. Parecia que sua vida adquiriu o sentido e sentiu-se naquela vez como Minhyun, um bruxo normal.

A vendedora sorriu largo e contente ao embalar a varinha para o garoto e dando-lhe algumas recomendações de cuidado e de uso.

Ato 3: Quadribol

Era dia de testes. Eu nem sei para quê me inscrevi nisso. Eu tenho medo de altura, não voo bem, tenho TDAH e também não sei se enxergo direito. Além de um pouquinho de toque também. Fora isso, eu tinha tudo o que era preciso para concorrer à vaga de apanhador. Aurore até me incentivou muito, mas tirando isso, nem o café da manhã eu tomei. Era sábado.

Ela disse que iria assistir ao treino para me felicitar caso eu passasse, mas ela estava confiante que eu passaria, já eu, nem saberia se conseguiria montar à vassoura para voar, parecia que minhas pernas tinham saído do meu corpo e eu tivesse apenas os membros superiores. Tanto que nem sei como cheguei ao campo de quadribol para o treino.

Lá, o capitão do time disse que faria a separação em times e o segundo capitão, ou algo assim, ajudá-lo-ia a nos avaliar conforme desempenho durante a partida teste, disse também que nossos nomes seriam divulgados num mural, na nossa sala comunal. Na verdade, eu só queria defender a Sonserina e nada mais.

As bolas foram soltas juntas do som de seu apito e logo estávamos todos no céu. Eu tentava prestar atenção no jogo abaixo de mim, uma vez que estava mais alto que os demais para conseguir prestar atenção em qualquer movimento, mas tudo me desconcentrava. O som das poucas pessoas que foram acompanhar o teste, o som do vento, o barulho de alguns pássaros que conseguia chegar até o estádio, a goles, os balaços tudo isso me chamava à atenção completamente e eu estava, como sempre, perdido.

Aparentemente, o outro concorrente a apanhador, por sorte só tinha nós dois ali para a realização dessa vaga, enquanto os outros iriam trocando para ver quem seria melhor. Portanto, era somente eu comigo mesmo para conseguir a vaga e deixar papai e mamãe orgulhosos de tudo que eu já tinha feito e que iria fazer.

Foi nessas pequenas distrações que um borrão amarelo me chamou a atenção. Sabe quando você está numa boa e do nada vem algo e tira sua total concentração? Era eu sobre o pomo naquela hora. Sabe qual foi o pior? O outro apanhador estava vindo em nossa direção com extrema velocidade. O pomo já tinha batido suas asinhas para longe e aquilo estava bem louco, mesmo.

Nisso, me lembrei de algo que Markus uma vez me disse “Esse seu transtorno aí vai te ajudar e muito e você vai agradecê-lo por isso”. Realmente, graças a ele eu vi o pomo passando próximo, já que a movimentava burlou meus sentidos e tirou a total concentração do jogo logo a baixo. Eu nem mesmo sabia a equipe que tinha feito mais pontos.

De qualquer forma, num susto, o outro apanhador já havia aberto distância entre mim e o pomo. Pus-me a voar o mais rápido possível para acompanha-los já que estavam indo com bastante velocidade.  Eram pequenas distrações que me faziam ir bem nas coisas, mínimas, pois observando o comportamento do pomo, consegui perceber que o que estávamos perseguindo era uma das peças que o capitão disse que teria para nos confundir. Arregalei os olhos, observando um brilho dourado mais abaixo do campo, parado, como se nos desafiasse.

Mudei o curso da vassoura tão rapidamente que deslizei sobre a madeira dela, quase caindo da mesma e permaneci nesse intento de alcançá-lo o mais rapidamente que eu tinha, já que tinha ouvido um apito, o que significava apenas mais 5 minutos de jogo. O desespero tomou conta de mim. Você, caro leitor, não tem ideia do que eu passei.  

Do nada, já estava quase perto do pomo, com o outro competidor percebendo a mudança de planos voando até mim novamente, mas eu estava na frente e conseguiria vencer. O pomo estava aproximando-se muito perigosamente do chão e calculando bem, parecíamos estar cerca de dois metros do chão quando o apanhei.

Só me lembro, depois disso, de acordar no dia seguinte, na enfermaria com um pouco de dor de cabeça, aparentemente, eu bati minha cabeça com a queda. Por sorte não deixei o pomo escapar e ele me garantiu a vitória, como percebi ao entrar na sala comunal. Por sorte também, não me machuquei suficientemente forte com a queda. A comemoração com Markus e com Aurore foi a melhor que alguém poderia ter.

Walking, stop, posing, turning and wink.




Última edição por Ok Min Hyun em Sab Out 22, 2016 11:32 pm, editado 2 vez(es) (Razão : ×)
Ok Min Hyun
Sonserina
Galeões : 1966

avatar
Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Slytherin em Dom Out 23, 2016 2:08 pm
Bem vindos!


Ficha Aceita!

Ok,

Você foi aceito no grupo Sonserina. Agora faz parte da comunidade mágica do Magic Hearts. Não esqueça de postar nos tópicos de registro.

Seja bem vindo ao nosso mundo e lembre-se: O mal ainda está lá fora.
Slytherin
Administrador
Galeões : 8161

avatar
Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum