Tabela
Convidado

I.
II.
III.
IV.
V.
O mundo bruxo parece entrar em um novo conflito. As coisas diferiam completamente do que acontecera nas guerras bruxas. Sim, o caos estava começando a se fazer presente outra vez, devido a uma profecia vivenciada por Hermione Jean Granger-Weasley e Harry Tiago Potter. Resta ao mundo conseguir manobrar os problemas e mais uma vez se tornar pacífico, o que parece ser extremamente dificultoso.
ambientação e tramas
Últimos assuntos
» Avisos dos Jogadores
Qua Mar 08, 2017 7:20 am por Hadassa Störmberg

» A Night to Remember
Sex Mar 03, 2017 11:13 pm por Sollaria Vezzini Vause

» Uma dupla de três
Sex Mar 03, 2017 1:44 pm por Alexis Collin Störmberg

» Brotherhood
Qui Mar 02, 2017 11:06 pm por Curtis Bonham Störmberg

» We've Got Tonight
Seg Fev 27, 2017 5:53 pm por Scarlet Vezzini Vause

» Before you start a war, you better know what you're fighting for
Sab Fev 25, 2017 10:48 pm por Katherine Hartmann

» Village - Londrês
Dom Fev 19, 2017 6:01 pm por Dante Strider Rolstroy

» Flood 1.0
Sab Fev 18, 2017 6:04 am por Fernanda Nogueira

» Testes Gráficos
Seg Fev 13, 2017 7:53 am por Bess Louise Vengeance

Parceiros
Parceiros (01/40)
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::
Parceiros Elite (00/05)
Gráficos (00/10)

Cabine 03

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Ravenclaw em Seg Out 24, 2016 6:59 pm
CABINE 03
Ravenclaw
Administrador
Galeões : 10700

avatar
Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Park Hye Jin em Dom Nov 06, 2016 8:51 pm
correndo contra o tempo
Hye Jin 
Acabei demorando um pouco para perceber que não era real. Após minha chegada ao vagão dos professores, outros alunos também tentaram abrir a porta. Porém, nenhum feitiço surtia efeito. Sentia-me inutilizada, apesar dos esforços. Afastei ligeiramente do local, virando o rosto para o lado contrário da cabine, e foi quando Duke veio atônita lançando o feitiço Bombarda. Desde então tudo se passou em câmera lenta. O feitiço ricocheteando, os estilhaços voando e nos acertando, meus braços ardendo com a explosão. Esforcei-me para respirar fundo, e esquecer a dor. Com as mãos machucadas, tentei aos poucos erguer-me em vão.  Droga, o que é isso... – Alguns zumbidos impediam que meus ouvidos escutassem as vozes, mas não os impediram de ouvir o baque do trem contra o vilarejo de Hogsmeade. Então todos deveriam estar na pior naquele momento. Outros queimados, uns todo machucados.

Depois desta cena tudo se tornou muito confuso. Abri minhas pálpebras, imaginando que veria o socorro nos resgatando e nos levando diretamente para o Hospital St. Mungus, mas o que vi foi o trem parado, meus braços sem quaisquer vestígio de queimadura, e minhas mãos lisas como bumbum de criança recém-nascida. Estava sonhando? Pelo contrário, estava sendo liberta de um transe maluco e sem explicação. Ao pensar ser a única acabei me surpreendendo. Todos viveram a mesma fantasia, e acabavam de despertar. Assentei no corredor, com as pernas próximas ao meu tronco. Coloquei a mão sobre o seio esquerdo até que meus batimentos voltassem ao normal. Respirei fundo, contando até trinta. – Pronto! – Exclamei comigo mesma. Demorando ainda algum segundos naquele lugar, onde pessoas iam e vinham se desviando da minha figura estranha.

Levantei, desviando de alguns alunos aparentemente perturbados. Voltei a procurar minha amiga, encontrando-a na cabine de número três. Bess parecia tão assustada quanto eu. Perguntaria o que sonhara, mas isso seria como um tiro no pé. A melhor coisa a se fazer era esquecer o ocorrido e ocupar a mente com outros assuntos mais importantes. – Finalmente te encontrei. – Disse após fechar a porta atrás de mim. Abracei-a de lado. Entreguei o presente que havia guardado em meu bolso: um livro de retratos, com algumas fotos nossas tiradas durante as férias do terceiro ano e outros lugares vagos para que ela colocasse outras fotos que tivesse vontade.  – Espero que goste, e nos distraia. Minhas mãos ainda tremem, quero esquecer essa esquisitice logo! Abre, abre, abre e me diz o que acha. – Falei em tom elevado, quase rasgando o papel de presente que embrulhava a lembrança. Precisava de uma distração urgentemente.


Última edição por Park Hye Jin em Dom Nov 06, 2016 8:55 pm, editado 1 vez(es) (Razão : ×)
Park Hye Jin
Monitor da Lufa-Lufa
Galeões : 2008

avatar
Monitor da Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bess Louise Vengeance em Seg Nov 07, 2016 10:35 am
park hyemin

It's so tasty, come and chase me. Gimme that, gimme that Ice Cream. OH Vanilla, Chocolate, Honey with Cherry on top. Ice Cream Cake!

O EXPRESSO

O
som da locomotiva indo em alta velocidade pelos trilhos era alto, normalmente o som me acalmava, mas não essa vez. O som estava me causando arrepios e os cabelos da minha nuca estavam todos arrepiados enquanto andava por entre os muitos alunos que estavam nos corredores. Eu não era monitora e muito menos uma bruxa brilhante, mas a agonia de saber o que estava acontecendo estava me corroendo, por que era óbvio que não estávamos viajando em uma velocidade segura. 
Cambaleando, chego até o vagão dos professores, mas não consigo ficar próxima da cabine devido a aglomeração de alunos veteranos ali. Fico na ponta dos pés e tento enxergar o que estava acontecendo. Pela agitação, clarões e sons variados, conclui que a porta da cabine estava trancada e os alunos estavam usando feitiços para tentar abri-la. Continuei olhando até meus olhos se fixarem em uma figura conhecida. Hye Jin estava ali, provavelmente tentando ajudar. Um leve sorriso se forma em meus lábios, aliviada ao vê-la ali, por um momento esquecendo que estávamos em um trem em alta velocidade, aproximando perigosamente de Hogsmeade. É nesse momento que se ouve um nítido e agudo "BOMBARDA" e voamos. O feitiço ricochetea, explodindo tudo a nossa volta. Sinto meu corpo ir druptamente para trás, batendo com tudo na porta que dividia os vagões. Sinto os estilhaços rasgando minha pele e sinto um líquido quente e pegajoso escorrer da minha cabeça. Abro os meus olhos, e visão turva. Tento olhar a minha volta, mas era difícil focalizar. Aliás estava até sendo difícil respirar. Tento achar Hye Jin, mas foi inútil. O trem ainda estava em alta velocidade, podia sentir. Com muita dificuldade, forço-me a olhar para o lado. Podia-se ver as luzes de Hogsmeade pela janela. Não sei da onde veio isso, mas senti uma grande vontade de rir. Dou uma gargalhada e sussurro: - Isso só pode ser brincadeira! Então fecho os olhos pouco antes da locomotiva bater com tudo no vilarejo de Hogsmeade.

Abro meus olhos assustados. Não podia ver meu rosto, mas tinha certeza que estava em uma expressão horrível de puro medo. Tudo parecia ter sido uma espécie de pesadelo, mas foi só ouvir alguns gritos nas cabines ao lado para saber que tinhamos sido vítimas de algum feitiço ilusório. Estava olhando em volta da cabine em que estava quando Hye Jin surge na porta. Olho para ela e pisco algumas vezes, a imagem dela próxima a explosão estava bem nítida na minha cabeça. Sorrindo, ela vem até mim, me abraçando e me entrega um presente. Atorduada, olho para o presente sem entender. Então olho para Hye Jin que ainda estava sorrindo, mas em seus olhos havia um sentimento muito diferente de alegria. Provavelmente o que ela 'sonhara' foi tão ruim quanto o que eu tinha sonhado. Respiro fundo e tento jogar o ocorrido para um canto da minha mente e volto meus olhos novamente para o presente. Rasgo o papel e com um grande sorriso passo a mão pela linda capa do livro de retratos. Abro-o e vejo várias fotos de nós duas quando estávamos no terceiro ano. Por algum motivo inexplicável, uma gota de lágrima se forma em meus olhos e rolam pela minha bochecha. Não sabia explicar esse sentimentos. Era como se conhecesse Hye Jin a minha vida toda e um simples pensamento de que algo tinha acontecido com ela me deixava desolada. Mais do que uma amiga, Hye Jin era como uma irmã pra mim. Dou um sorriso e enxugo as lágrimas, olho então pra ela e a abraço.
- Eu amei! É perfeito! Vou guardar como se fosse um tesouro!Obrigada! Então me afasto e belisco uma das suas bochechas. Como era fofa! - Como foi suas férias? Perguntei ainda sorrindo. Mas aquela imagem horrível ainda na minha cabeça e eu tinha a impressão que não sairia tão cedo.







Última edição por Bess Louise Vengeance em Seg Nov 07, 2016 10:39 am, editado 2 vez(es) (Razão : ×)
Bess Louise Vengeance
Corvinal
Galeões : 2011

avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Park Hye Jin em Seg Nov 07, 2016 10:17 pm
correndo contra o tempo
Hye Jin 
Encontrava-me feliz, apesar dos pesares. Após um amontoado de acontecimentos catastróficos, estava aproveitando meu tempo da melhor maneira, ao lado de minha melhor amiga. Imaginava como os outros deveriam se encontrar naquele momento. Cruzes, eu nunca imaginei passar tamanha aflição em toda a minha vida acadêmica. Aliviada era a melhor palavra para expressar minhas emoções. Esperava que Bess logo pudesse sentir o mesmo alivio. Talvez nossa conversa a ajudasse a se esquecer do pesadelo vivido, assim como começava a me ajudar. Senti minha bochecha sendo apertada, e dei um enorme sorriso. Minha pequena covinha apareceu, e eu dei uma piscadela com o olho direito. Coreanos em Hogwarts são a minoria, e isso faz com que sempre nos destaquemos dos demais alunos. Somos de certa forma mais meigos, mesmo que por dentro sejamos cobras traiçoeiras (lê-se Choi Young Do, o garoto problemático que Bess por algum motivo conversa). – Fico feliz que tenha gostado. Esse foi o mais bonito que encontrei. Apesar de que nossas fotos estragam um pouco devido a qualidade. Eu já disse para a minha mãe que nunca mais peço para que tire nossas fotos, ela não consegue focar. – Falei de maneira divertida, lembrando a tremedeira de minha mãe ao tentar focalizar nossos rostos no celular de ultima geração.

Arrumei alguns fios de cabelo de Bess, que estavam bem bagunçados. Retirei da bolsa alguns galeões, e procurei a senhorinha com os doces. Não estava muito longe, então a chamei. – Perai amiga, antes de contar sobre as minhas férias preciso comer algum doce. Não que eu seja esfomeada, mas essa história toda me deixou com a sensação de estomago vazio. – Sibilei colocando as mãos sobre minha barriga, que por pouco não fez um barulho estridente para o vagão inteiro ouvir. A senhorinha não demorou muito e parecia contente. Pelo visto aquela ilusão coletiva fizera a maioria dos alunos pararem de ser mãos de vaca. Entreguei os galeões correspondentes por quatro sapos de chocolate e uma caixa de feijões de todos os sabores. Entreguei dois sapos para a corvina, e fiquei com os outros dois. Abri a primeira embalagem já faceira com as mãos para não perder o sapo. Deliciei-me com a guloseima, para então contar sobre minhas férias. – Você não vai acreditar. Ah não, vai acreditar sim... Você já deve ate saber, já que sua irmã postiça Lola é que me convidou para organizar a festa de Halloween esse ano. E quero sua ajuda, fique ciente. Fora isso eu fui para a Romênia. Meu pai queria estudar um pouco a cadeia alimentícia dos dragões encontrados em cativeiro pelos mercenários. – Disse, abrindo a caixa dos feijões. – Vamos ver se estou com sorte hoje... Eca, cera de ouvido. Enfim, e as suas férias, como foram? 
 
Park Hye Jin
Monitor da Lufa-Lufa
Galeões : 2008

avatar
Monitor da Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bess Louise Vengeance em Qua Nov 09, 2016 7:46 pm
park hyemin

It's so tasty, come and chase me. Gimme that, gimme that Ice Cream. OH Vanilla, Chocolate, Honey with Cherry on top. Ice Cream Cake!

O EXPRESSO

Q
uando Hye Jin menciona sobre as fotos estarem meio desfocadas, abro um grande sorriso. As lembranças do dia vieram a minha mente. A mãe de Hye Jin sempre fora muito doce e sempre me tratava super bem quando passava minhas férias em sua casa e eu lembro que eu ri demais naquele dia quando ela tentava manusear o celular de ultima geração. Mães e eletrônicos nem sempre são uma boa combinação. 

Antes de me contar sobre suas férias, Hye Jin chama a ahjumma dos doces e compra algumas guloseimas. Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, ela me entrega dois sapos de chocolate. Tinha engordado 1kg nessas férias e estava de dieta, mas jamais conseguiria negar chocolate, chocolate era o meu vício! Abro rapidamente o pacote e agarro o sapo antes que ele pulasse. Pego o cartão e o jogo para o lado, afinal já havia completado minha coleção a muito tempo. Mordo o chocolate e solto um suspiro. Chocolate era bom demais! Sem perceber estava de olhos fechados, chocolate sempre me acalmava, e quando ouvi o nome "Lola" abri-os lentamente. Lola me adotara quando eu estava sozinha em um orfanato hostil e eu nunca esqueceria esse ato. Lola e seu marido haviam me salvado, me dando o amor que eu tinha perdido. 
- Ah sim, mamãe me contou o que estão planejando, e com certeza pode contar comigo! - Abro um sorriso e dou mais uma mordida no chocolate, acabando com o primeiro sapo. - Minhas férias... fomos a Seul. Pensei que talvez minha memórias voltariam ao encontrar talvez um local que se associe ao meu passado. Mas foi em vão, acho que essas lembranças nunca retornarão. O que não era de todo verdade, algumas coisas sempre voltavam a minha mente, alguns flashes, fragmentos perdidos, minha mãe biológica caída ao chão, o choro de uma criança. Tudo vinha como pesadelos, do qual não conseguia fugir e nem queria, pelo contrário, queria que toda minha memória voltasse para que assim pudesse lembrar do rosto da criança que chorava, minha irmã. 
Desvio meus olhos de Hye Jin e olho para o outro pacote do sapo de chocolate. Então olho para cima e nesse momento vejo Young Do do outro lado da porta da cabine. Lhe aceno e recebo apenas um olhar frio. Ele se afasta e o vejo sorrindo gentilmente para as outras garotas. Devido a sua aparência e sua aura gentil, Young Do puxava um caminhão de fãs por onde andava e isso era engraçado. Garotas tolas, mal sabem elas que por dentro o garoto era uma cobra, apesar de isso deixar ele mais interessante ainda para mim! E ficou mais interessante ainda quando disse isso na cara dele! Sem puder evitar, abro um sorriso antes de sentir os olhos de Hye Jin me perfurando. Olho para ela e dou um sorriso inocente. Sabia que ela odiava essa minha "amizade" com Young Do, assim como eu ela também sentiu que ele não era o que mostrava ser. 





Bess Louise Vengeance
Corvinal
Galeões : 2011

avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Choi Hyun Woo em Qua Nov 09, 2016 9:13 pm
C
ome to 
Me !
Tonight is the night
Acordando com um sobressalto, Hyun Woo cai com tudo no chão. Resmungando, olha em sua volta e vê que tudo estava normal. 
- Aish! que droga foi essa? Grita e dá um grande suspiro. Passa a mão pelo cabelo que estava todo desgranhado e se levanta. A sentir uma grande dor na região do cóx devido ao impacto da queda, lança um xingamento em coreano aos quatro ventos. Graças a Deus ninguém entendia coreano naquele vagão. Ainda com a mão no bumbum, sai da cabine onde estava e anda cambaleante pelo corredor. 

Vê alguns primeiranistas o olharem de boca aberta, o que era comum devido as suas roupas fora do convencional. Hoje, excepcionalmente vestia uma camisa preta e um macacão listrado nas cores branco e vermelho e uma boina branca. Dá apenas um sorriso para eles e volta a sua caminhada. A maioria das pessoas estavam em sua cabine, provavelmente ainda em choque devido ao pesadelo que todos tiveram, mas tinha alguns que se recuperaram rápido, como o grupo de garotas que já estavam todas enérgicas abanando o rabinho para o seu primo, Young Do. - Shh! Grande imbecil e garotas sem cérebro, isso sim que é um pesadelo! Diz ao fazer uma careta e se virar. Nota então dois rostos conhecidos na cabine ao seu lado e abre um sorriso. Sem bater na porta, ele entra na cabine e se joga no banco em frente as meninas Hye Jin e Bess!
- E ai meninas? Como estão? - Diz e se estica para roubar um feijãozinho da caixinha que estava nas mãos de Jin. Gosto de caramelo, sua sorte estava melhorando agora.

modu hal mareul ilhji like you
4chawon isangui gijeokui view
dalkomhi jjikeo mun bichui pongdyu boigi sijakhan eumui saekdo

...


Última edição por Choi Hyun Woo em Qua Nov 09, 2016 9:31 pm, editado 1 vez(es) (Razão : ×)
Choi Hyun Woo
Grifinória
Galeões : 1925

avatar
Grifinória

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Park Hye Jin em Qua Nov 09, 2016 10:32 pm
correndo contra o tempo
Hye Jin 
– Nŏmu chohayo! – Disse pelo menos umas três vezes em uma voz alta, tão alta, que quase ensurdeci. Abri um sorriso imediato assim que Bess disse me apoiar durante os preparativos do Halloween. Era sempre bom poder contar com minha melhor amiga. O pedaço que faltava desde que fui separada de minha irmã de sangue. Por um lado a corvina certamente a remetia, mas por outro ambas pareciam diferentes. Por vezes ainda me pego chorando. O passado deixou marcas em meu coração e alma, porém agora tenho uma família que consegue cuidar das cicatrizes que ainda restaram e amigos com quem posso contar durante os meus estudos.

Olhando para o horizonte lembrei-me do ano que chegava. Com toda certeza não teria muito tempo livre. Participando do quadribol, de alguns clubes e monitoria. Minhas horas de sono certamente teriam que ser reduzidas. Para a minha sorte o quinto ano não seria tão pesado. Com a chegada dos N.O.M.s os professores tendiam a cobrar menos horas extras de seus alunos. Joguei para longe os pensamentos acadêmicos para voltar ao presente. Olhei para Bess, bem vestida, cheia de estilo. Gostaria de ser assim as vezes. Confesso que nunca fui muito ligada a moda, apensar me arrumo direito. – Fico feliz em ter sua ajuda. Vocês tem um estilo próprio que invejo muitas vezes!

Fiquei em silencio por um tempo, imaginando o quão doloroso deveria ser não se lembrar de nada. Eu mesma não me lembrava de muitos detalhes da minha vida antiga, mas ainda assim lembrava o suficiente. – Lola é mesmo muito legal por ter te levado em Seul. Meus pais pensam em ir lá um dia, mas o trabalho não deixa que eles consigam planejar isso direito! – Pausei minha fala para passar a mão em seus cabelos. – E não fique se martirizando. Quando for a hora de suas lembranças voltarem, elas voltarão. Eu sei que é difícil, mas tenho certeza que quando menos esperar, vai lembrar-se de tudo. – Geralmente lembranças não voltam com facilidade. As vezes só voltam quando somos já bem velhinhos.

Estávamos mantendo nossa conversa quando Young Do passou pela porta, olhando o interior de nossa cabine. Nem mesmo um oi aquele desgraçado se dignou a dar. Apenas olhou para Bess com um quase meio sorriso e saiu, com as pupilas de cobra rastejando a suas costas. Como aquele garoto conseguia ter tantas seguidoras? Menino irritante e prepotente, nossa. Às vezes sinto vontade de dar uma panelada na cabeça de Bess para ver se ela acorda. Esse oppa é cilada na certa. – Aigo. Metido... Nem te dá um misero oi. O que você viu nele? Ele pode ter o rosto bonitinho, um corpo bem torneado e o sorriso bonito. Mas fora isso o que sobra? Apenas o sarcasmo. – Disse sem fazer rodeios. Ela sabia minha opinião.

Peguei mais um feijãozinho do pacote, dessa vez tendo a sorte de pegar o sabor chiclete. Fechei os olhos para deliciar-me com o sabor, e também com a minha sorte de não pegar outro cera de ouvido, ou pior, um de sabor vomito. Credo. Tem vezes que não entendo porque ainda compro esses sortidos. Ainda devaneando sobre o Choi que não gostava, logo aparece seu primo, o único que de fato prestava. O único que parece não ter apenas garotas, ironias e poder na cabeça. – Ya! Chingu! Acabamos de ver o seu primo do mal passando, mas fora isso eu estou bem. E você? Como foram as férias? Teve que aguentar aquele peste ou conseguiu se livrar deste martírio horrendo? – Disse, metade brincalhona, metade torcendo para que Bess não se chateasse comigo.  
Park Hye Jin
Monitor da Lufa-Lufa
Galeões : 2008

avatar
Monitor da Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bess Louise Vengeance em Dom Nov 13, 2016 4:04 pm
park hyemin

It's so tasty, come and chase me. Gimme that, gimme that Ice Cream. OH Vanilla, Chocolate, Honey with Cherry on top. Ice Cream Cake!

O EXPRESSO

M
antive meu sorriso inocente no rosto ao ouvir o sermão de Hye Jin sobre o Young Do, como sempre acontecia quando o mesmo aparecia em nossa frente. Conhecia minha amiga e sabia que ela estava com muita raiva no momento. Continuo olhando para ela enquanto ela se vira e pega outro feijãozinho, logo sua expressão muda, era obvio que tinha pego um com sabor bom. Aproveito a chance e digo: - O que eu vi em Young Do? Justamente isso! Um rosto bonito, um corpo incrível e um sorriso maravilhoso! Ele é metido e sarcástico? Sim. Mas também é misterioso e interessante, isso faz com que eu queira saber mais sobre ele! - Escuto ela bufar e abro um sorriso, imaginando a cara que ela fez.

É nesse momento que Hyunnie, primo de Young Do entra na cabine. Só com sua presença ali tudo o que acontecera antes foi totalmente esquecido e o ambiente ficou com um ambiente mais leve e agradável. Isso sempre acontecia quando Hyunnie estava em cena. Hyun Woo era o oposto de Young Do em todos os sentidos, enquanto um era sarcástico e misterioso o outro era sincero e totalmente transparente, enquanto um emetia uma aura pesada o outro emetia uma alegre e contagiante. Young Do era gentil, mesmo que falsamente, mas Hyunnie era muito fofo e muito Tsundere, dando vontade de cuidar dele e tê-lo ao seu lado. A única coisa que os dois tinham em comum era que ambos tinham uma legião de fãs. Além de Hye Jin, Hyun Woo era meu melhor amigo em Hogwarts. Até Hye Jin gostava dele, mesmo odiando seu primo e deixa isso bem claro com suas palavras. Vejo ela me olhando de quanto, talvez pensando que eu ficaria chateada com o que eu disse, mas jamais ficaria chateada com ela por causa disso. Afinal, meus sentimentos pelo Young Do eram conflitantes, não sabia realmente o que sentia por ele, e muito menos tinha ainda algum relacionamento com ele, então como poderia me dar ao luxo de ficar chateada? Então apenas respiro fundo e abro um grande sorriso para o menino de cabelos coloridos a minha frente.
- Como senti sua falta nas férias desse ano Hyunnie! Queria muito ver novamente você dançando loucamente após beber uns goles escondido de Whisky de Fogo! Sério, aquilo foi muito engraçado! - Digo rindo demais ao lembrar do final do ano passado quando ele e Hye Jin ficaram lá em casa. Hyun Woo estava bebado e começou a dançar em cima da mesa e gritando "coreano tem que dançar música coreana" e então remexe o quadril ao som de Russian Roulette do girlgroup Red Velvet! Nunca ri tanto em minha vida! Aquelas férias foram as melhores que tive desde o meu tempo em Hogwarts. 





Bess Louise Vengeance
Corvinal
Galeões : 2011

avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Choi Hyun Woo em Dom Nov 13, 2016 4:49 pm
C
ome to
Me !
Tonight is the night
De muita má vontade pensei nos meses de férias que tive. Jantares e almoços em família cansativos e monótonos, somente para dizer aos outros que a que a corporativa Choi era de uma família unida e assim amorosa, então com certeza tratariam bem seus funcionários e pacientes. Pura fachada, mal sabem as pessoas que na verdade aquilo é um covil de lobos famintos, esperando uma oportunidade para se devorarem. Me encosto no banco e solto um suspiro.
- Minhas férias foram horriveis! Tive que olhar para a cara daquele imbecil durante minhas férias inteiras! Foi bom ficar próximo ao meu tio, mas aquele ar de "sou lindo e rico, por isso me amem" é insuportável! Tento imitar a voz do infeliz, mas sabia que tinha apenas conseguido uma versão cômica da minha. Sabia dos sentimentos de Bess, mas e daí? Ela sabia que isso era verdade e sabe onde está se metendo. E ela sabe qual a minha opinião e a de Hye Jin sobre Young Do. 

Me inclino para frente e pego as mãos das duas! - Noonas, Uso esse termo mesmo elas sendo apenas alguns meses mais velhas do que eu desde que as conheci nunca mais me abandonem nas férias, ou melhor, me adotem! Juro que serei bonzinho! Mas por favor, não me deixem voltar para aquela casa nunca mais! Sinto que logo serei contaminado pelo frio horrivel que tem lá! Coloco as mãos nos meus braços e finjo estremecer. Então olho para as duas e as vejo rindo. Meu Deus, elas eram lindas demais! E muitas vezes me confundiam. Elas eram diferentes, mas alguns gestos eram muito parecidos. Pareciam muito com irmãs, apesar de eu não ter nenhuma referência para me basear. Mas amava as duas demais!
- Aigoo... porque trazer esse assunto a tona hã hã? Que Noona cruel! Digo quando Bess nos lembra da noitada que tivemos nas férias passadas. A lembrança da dor da ressaca ainda estava bem fresca na minha mente. Foi a primeira e ultima vez que roubo uma garrafa da adega da Ahjumma e bebo. Aquilo foi castigo. Aliás, só beberei novamente quando for maior de idade, é mais seguro. - Aquilo jamais acontecerá novamente. Então desfrute da lembrança porque jamais verá essa humilhação novamente! Olho então pela janela e vejo que já havia escurecido. - Logo chegaremos a Hogsmeade! É, nem acredito que já vamos para o quinto ano! Olho para elas e sorrio. Nossa amizade começou quando estávamos no terceiro ano e desde então está cada vez mais forte.

modu hal mareul ilhji like you
4chawon isangui gijeokui view
dalkomhi jjikeo mun bichui pongdyu boigi sijakhan eumui saekdo

...
Choi Hyun Woo
Grifinória
Galeões : 1925

avatar
Grifinória

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Park Hye Jin em Dom Nov 13, 2016 11:28 pm
correndo contra o tempo
Hye Jin 
Aparentemente aquela aura misteriosa de Young Do chamava demasiada atenção de minha amiga. Bess era um caso perdido. Confesso que até considero o sonserino um dos jovens mais atraentes em Hogwarts, mas a sua personalidade me enoja. Acho incrível como muitas pessoas ainda são ludibriadas por sua língua afiada e papo de pescador. Aquelas garotas nasceram para sofrer, é a única explicação para que fiquem rastejando atrás de uma cobra sem coração. Mas ok, falar sobre a má índole de meu detestado inimigo não o fará menos influente e nem menos interessante aos olhos da corvina. – Okay, vamos falar sobre assuntos verdadeiramente importantes e que me interessem. Como o feijãozinho ótimo que acabei de provar, e é uma exceção na minha vida, pois na maioria das vezes eu acabo pegando sabor cera de ouvido ou senão algum sabor pior. – Disse ainda deliciando-me com o sabor doce que deixava minha boca mais leve, como se um pedaço de algodão doce tivesse desmanchado em minha língua.  – Sinto que isso é um sinal. Estou prestes a ser presenteada com algum garoto bonito. Ou quem sabe, Bess se apaixonando por alguém mais acessível.

Olho para o meu querido amigo, primo daquela peste em forma de herdeiro do complexo Panieol. Como poderia aguentar tamanho parentesco? Não sabia, e tinha dó só em pensar naquela situação no mínimo constrangedora e particular. – Chingu, eu sou adotada, como posso fazer meus pais adotarem você? E outra você tem pais incríveis, apesar de seu primo ser um cafajeste. Não tem como convencer os seus progenitores a mudarem de casa, ou sei lá, comprar uma casa de férias? – Falei com as mãos na cintura. Que ideia mais amalucada. Eu posso entender o receio que sente, visto que meu amigo deve ver aquele garoto todas as férias, mas dai a querer ser adotado. Quase lhe dei uma coça ali mesmo. – Não seja maricas... E sobre a sua pequena crise alcoólica, você nunca poderá esquecer, porque nós ainda viveremos muitos anos. Aliás, eu vou organizar a próxima festa de Halloween, então se prepare para sofre uma humilhação ainda pior. Vou batizar sua bebida, e fazê-lo dançar em cima do palco. Quem sabe assim as seguidoras do seu primo não mudam de alvo!  Prepare-se para ter fanzocas ano que vem. – Bradei fazendo um sinal de joia. Dando uma piscadela.
 



Última edição por Park Hye Jin em Dom Nov 13, 2016 11:29 pm, editado 1 vez(es) (Razão : ×)
Park Hye Jin
Monitor da Lufa-Lufa
Galeões : 2008

avatar
Monitor da Lufa-Lufa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum