Tabela
Convidado

I.
II.
III.
IV.
V.
O mundo bruxo parece entrar em um novo conflito. As coisas diferiam completamente do que acontecera nas guerras bruxas. Sim, o caos estava começando a se fazer presente outra vez, devido a uma profecia vivenciada por Hermione Jean Granger-Weasley e Harry Tiago Potter. Resta ao mundo conseguir manobrar os problemas e mais uma vez se tornar pacífico, o que parece ser extremamente dificultoso.
ambientação e tramas
Últimos assuntos
» Avisos dos Jogadores
Qua Mar 08, 2017 7:20 am por Hadassa Störmberg

» A Night to Remember
Sex Mar 03, 2017 11:13 pm por Sollaria Vezzini Vause

» Uma dupla de três
Sex Mar 03, 2017 1:44 pm por Alexis Collin Störmberg

» Brotherhood
Qui Mar 02, 2017 11:06 pm por Curtis Bonham Störmberg

» We've Got Tonight
Seg Fev 27, 2017 5:53 pm por Scarlet Vezzini Vause

» Before you start a war, you better know what you're fighting for
Sab Fev 25, 2017 10:48 pm por Katherine Hartmann

» Village - Londrês
Dom Fev 19, 2017 6:01 pm por Dante Strider Rolstroy

» Flood 1.0
Sab Fev 18, 2017 6:04 am por Fernanda Nogueira

» Testes Gráficos
Seg Fev 13, 2017 7:53 am por Bess Louise Vengeance

Parceiros
Parceiros (01/40)
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::
Parceiros Elite (00/05)
Gráficos (00/10)

ISHIDA, Sadie

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Sadie Ishida em Sab Dez 24, 2016 10:11 pm
Sadie
RES: 08
FOR: 06
INT: 10
PERS: 08
CAR: 05
AGI: 08
 
Básico
NOME COMPLETO: Sadie Kazue Ishida
NASCIDO(A) EM: Haddington, Escócia  - 08|02|2073
POSSUI O ROSTO DE: Jade Baraldo
SEU SANGUE É: Mestiça, O+
PLAYER: Torres
 
ACADÊMICOS
ESCOLA: Hogwarts
CASA: Corvinal
ANO:
CARGOS: Nenhum
CLUBES: Clube de Duelos e Música

PESSOAL

HABILIDADE OU RAÇA: xxx
PATRONO: Esquilo vermelho
AMORTÊNTIA: Livro novo, madeira antiga, flor de cerejeira e grama cortada.
ANIMAL OU OBJETO MÁGICO: xxx

 
PROFISSIONAL
EMPREGO: xxx
DESDE: xxx
TRABALHOS ANTERIORES: xxx
FORMAÇÃO SUPERIOR: xxx
VARINHA
Cedro, 27cm, inflexível. Núcleo formado por corda de coração de dragão. Extremamente temperamental e boa para duelos.
 

 
PERSONALIDADE

Por mais que não seja japonesa de nascimento, o que está no sangue perdura as gerações e faz com que a jovem tenha bastante da cultura japonesa arraigado nela. disciplinada e responsável, Sadie coloca suas obrigações a frente de qualquer outra coisa, não sendo o tipo que se deixa levar pela cabeça alheia. Isso não quer dizer que ela seja careta, muito pelo contrário, se estiver confiante pra tal, sai da caixa com o maior prazer do mundo, desde que isso não influencie no seu futuro.


Se considera uma pessoa obstinada, não costuma parar sem conseguir o que quer e ainda que as pessoas possam pensar que é teimosa, Sadie sabe que sua teimosia só vai até o ponto que lhe favorece, não tendo problema algum em abrir mão de alguma coisa que definitivamente não vá gerar frutos.


Quem vê seu exterior impassível como é, não imagina o turbilhão que a habita. Independente, desde muito nova aprendeu que se quer algo bem feito, melhor fazer você mesmo. Sua autonomia foi bastante importante quando sua mãe faleceu e ainda que agora conte integralmente com o pai, prefere não precisar dele.


É uma rebelde por natureza, ainda que essa rebeldia fique contida dentro de si, seu autocontrole não está imune a seus ímpetos revolucionários. Além disso, possui características que poucas pessoas conhecem: É patriota e orgulhosa. Defende a Escócia da mesma forma que o Japão e ainda que não tenha sido criada lá, possui igual carinho, apreço e orgulho de ambas as nacionalidades.


Diplomática e Idealista, Sadie considera o tão conhecido sair no braço como o nível mais baixo que uma pessoa pode chegar e ainda que não julgue os que o faça, jamais conseguirá entender os motivos que leva uma pessoa a se rebaixar ao nível neandertal e esquecer que as coisas são resolvidas por meio de diálogo.


Em seus relacionamentos, é leal e companheira, ainda que muitas vezes seja pouco emocional e racional demais em momentos onde se precisa usar a emoção. Não costuma se apaixonar ou fazer amigos com muita facilidade e mesmo tendo muitos colegas e fazendo questão de ser gentil e educada com todos eles, é muito difícil que alguém consiga quebrar sua carapaça e entrar em seu coração. Quando o fazem, conseguem uma amiga dedicada, com quem se pode contar até mesmo nos momentos mais difíceis.


 

HISTÓRIA
Kazuma Ishida sempre foi exatamente aquilo que seu pai, Sohei Ishida, queria que ele fosse. Filho único e herdeiro de um império alimentício, desde muito novo foi inserido na rotina da empresa, destinado a administrar tudo aquilo que seu pai construiu com muito suor. Fazia eximiamente bem: era dedicado, tinha tino para os negócios e principalmente, conseguia fazer seu rígido e tradicional pai sentir orgulho do filho bem criado. Mas se na frente da família bruxa tão tradicional Kazuma era aquilo que deveria ser, por baixo dos panos mantinha uma vida secreta na qual era exatamente aquilo que queria ser. Como válvula de escape, fugia do mundo bruxo a explorar o mundo trouxa sem as cobranças e barreiras impostas por sua família. Eram só nesses momentos em que ele se sentia vivo. Não haviam pessoas o bajulando, não haviam mulheres se atirando sobre ele a espera de conseguir fisgar um herdeiro... No mundo trouxa ele era só mais um cara, disposto a aproveitar tudo aquilo que a vida tinha para lhe oferecer. Foi em uma de suas escapadas que conheceu Nadia.


Nadia era uma atriz que não havia conseguido sucesso na vida e se recusava a consegui-lo com o corpo, o que era bastante comum no seu meio. Por causa disso conseguiu desafetos o suficiente para não conseguir estrelar nada mais glamuroso que uma adaptação de quinta de Macbeth na qual, por obra do destino, Kazuma estava na primeira fila. Foi amor a primeira vista e ainda que ruim, o japonês assistiu todas as outras apresentações da garota antes de finalmente chama-la para um drink. Quem diria que ele pudesse ser encantador o suficiente para seduzir aquela mulher adorável? Kazuma tinha lá seus momentos. Ficaram juntos durante duas semanas inteiras enquanto ele fingia ser um representante qualquer da indústria farmacêutica trouxa e quando o ultimo dia finalmente chegou, Kazuma descobriu que não podia mais ficar sem aquela mulher.


Atormentado no Japão, Kazuma voltou à Escócia e propôs casamento a Nadia, que aceitou sem pensar duas vezes. Foi ali que Kazuma viu que havia perdido o controle sobre sua vida dupla. Dividir-se entre o empresário Junior de sucesso das empresas Ishida e o nada mais que comum representante farmacêutico de origem simples estava consumindo todo o seu vigor, mas era necessário, já que não pretendia abrir mão da esposa e tampouco do seu futuro. Por mais que manter um mundo separado do outro estivesse ficando cada dia mais difícil, não via outro jeito de poder manter as duas coisas. Primeiro, como contaria à trouxa Nadia que era na verdade um bruxo e um dos muito ricos? Como contaria ao seu purista pai que havia manchado o sangue de sua família ao se casar com uma trouxa? Era tudo muito complicado e não ficou mais fácil quando descobriu que teria uma filha.


A notícia da gravidez da mulher foi tão extasiante quanto desesperadora. Kazuma teria de passar mais tempo com a família, ao mesmo tempo que estava ganhando mais responsabilidades nos negócios da família e acabou não fazendo nem um nem outro com perfeição. Cometia pequenos vacilos no trabalho e se tornou um pai ausente para a pequena Sadie que não passava de um bebê. Nadia por sua vez assumia todas as responsabilidades com a menina e ainda que nada as faltasse no âmbito financeiro, a falta do marido a fez passar por uma séria depressão pós-parto. Kazuma estava fazendo mal às suas duas famílias e sabia muito bem disso, então, acabou tendo de tomar a decisão que adiou por anos: deixou a mulher para focar em sua empresa no Japão.


Os encontros entre Sadie e Kazuma ficaram cada vez mais raros e em pouco tempo, mal se conheciam. O homem perdeu suas primeiras palavras, seus primeiros passos e todas as outras primeiras vezes comuns de uma criança. Aquilo o tornou seco, roubando toda a sua vivacidade e juventude, ainda que soubesse que era somente sua culpa. Na Escócia, Sadie crescia como uma garota trouxa normal, frequentando a escola e desde cedo demonstrando traços da sua aptidão e esforço com os estudos. Aprendeu japonês sozinha, já que desde cedo alimentou a esperança de um dia o pai aparecer e levar as duas para morar com ele no Japão, o que nunca de fato aconteceu. Quando finalmente a magia começou a se manifestar é que seu mundo passou a ser mais sombrio.


A ignorância de Nadia perante o mundo bruxo fez com que se apavorasse ao primeiro sinal de magia da garota. Quem poderia culpa-la? Se sua amada filhinha começasse a fazer as coisas do quarto levitar enquanto dorme ou arremessa-las com força sem ao menos tocar nelas durante uma birra qualquer, você também se assustaria. Nadia procurou todos os recursos disponíveis, até mesmo o exorcismo – o que foi bastante traumático, diga-se de passagem – mas as respostas só vieram quando a mulher finalmente decidiu falar com Kazuma que, vendo-se sem opções, acabou revelando sua verdadeira linhagem bruxa. Obviamente aquilo foi um choque, mas de certa forma foi o que deu sentido à vida da Sadie e a aproximou do pai.


Aos onze anos começou a estudar em Hogwarts a contragosto do pai, que queria a filha estudando em Mahoutokoro, assim como ele. Era inviável, já que os alunos da escola de bruxaria japonesa voltavam para casa todos os dias e isso implicaria em assumir sua filha para os pais puritanos, o que era completamente fora de cogitação, ao menos enquanto Sohei e a mulher estivessem vivos. Já em Hogwarts, seu talento e dedicação para os estudos foram recompensados ao ser selecionada pelo chapéu seletor para a Corvinal, o que a agradou imensamente, pois sentia que somente ao vestir o azul atingiria seu potencial máximo.


Seus anos iniciais na corvinal a fizeram entender que somente o trabalho duro faria dela alguém, a equiparando aos sangues puros que possuíam vantagem sanguínea em praticamente tudo naquele castelo. Recuperou os anos perdidos de criação trouxa devorando livros de magia e história mágica e com o passar do tempo, era tão nativa quanto aqueles que nasceram bruxos. Fez bons amigos e uma delas a incentivou a entrar para o clube de música quando descobriu que Sadie cantava e tocava piano magnificamente bem. Juntou-se ao clube de música, o que revelou outra habilidade: os musicais. Seu talento para a música, junto ao talento herdado da mãe para o teatro fez com que juntasse as duas coisas,se disponibilizando a fazer todo e qualquer musical que lhe fosse possível. Se antes se sentia perdida em qual rumo queria seguir, agora tinha certeza de que seguiria os passos da mãe e se tornaria atriz de musicais.


Quando estava no quinto ano em Hogwarts, sua mãe Nadia faleceu de um tumor não descoberto no coração, o que virou seu mundo de cabeça pra baixo e fez seus sonhos caírem por terra. Kazuma se viu obrigado a assumir a filha perante a família, já que agora era tudo que a restava. Sohei já havia falecido e depois de muita trovoada da mãe, levou a jovem escocesa para morar com ele e sua outra família. Obviamente aquela transição não foi fácil e Kazuma teve que bater o pé para que a até então mulher aceitasse a garota, mas agora, a frente das empresas do pai e dono do seu próprio destino, não havia nada que pudessem fazer para impedí-lo.


Agora, aos 17, Sadie começou a ser preparada pelo pai para herdar os negócios da família, como única herdeira, cabendo a ela a responsabilidade de levar o legado da família Ishida adiante. Participa das reuniões que pode e qualquer tempo livre e gasto em seu preparo. Na contra mão, mantém seu real desejo de se tornar atriz de musical às escondidas do pai enquanto procura uma forma de se livrar da sua obrigação perante a família Ishida e se dedicar ao seu sonho.

Uma pequena frase

 


Última edição por Sadie Ishida em Sab Dez 24, 2016 10:12 pm, editado 1 vez(es) (Razão : ×)
Sadie Ishida
Corvinal
Galeões : 1379

avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Slytherin em Dom Dez 25, 2016 12:10 pm
Bem vindos!


Ficha Aceita!


Sadie,

Você foi aceita no grupo Corvinal. Agora faz parte da comunidade mágica do Magic Hearts. Não esqueça de postar nos tópicos de registro.

Seja bem vinda ao nosso mundo e lembre-se: O mal ainda está lá fora.
Slytherin
Administrador
Galeões : 7901

avatar
Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum