Tabela
Convidado

I.
II.
III.
IV.
V.
O mundo bruxo parece entrar em um novo conflito. As coisas diferiam completamente do que acontecera nas guerras bruxas. Sim, o caos estava começando a se fazer presente outra vez, devido a uma profecia vivenciada por Hermione Jean Granger-Weasley e Harry Tiago Potter. Resta ao mundo conseguir manobrar os problemas e mais uma vez se tornar pacífico, o que parece ser extremamente dificultoso.
ambientação e tramas
Últimos assuntos
» Avisos dos Jogadores
Qua Mar 08, 2017 7:20 am por Hadassa Störmberg

» A Night to Remember
Sex Mar 03, 2017 11:13 pm por Sollaria Vezzini Vause

» Uma dupla de três
Sex Mar 03, 2017 1:44 pm por Alexis Collin Störmberg

» Brotherhood
Qui Mar 02, 2017 11:06 pm por Curtis Bonham Störmberg

» We've Got Tonight
Seg Fev 27, 2017 5:53 pm por Scarlet Vezzini Vause

» Before you start a war, you better know what you're fighting for
Sab Fev 25, 2017 10:48 pm por Katherine Hartmann

» Village - Londrês
Dom Fev 19, 2017 6:01 pm por Dante Strider Rolstroy

» Flood 1.0
Sab Fev 18, 2017 6:04 am por Fernanda Nogueira

» Testes Gráficos
Seg Fev 13, 2017 7:53 am por Bess Louise Vengeance

Parceiros
Parceiros (01/40)
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::
Parceiros Elite (00/05)
Gráficos (00/10)

Cabine 09

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Ravenclaw em Seg Out 24, 2016 7:00 pm
CABINE 09
Ravenclaw
Administrador
Galeões : 10140

avatar
Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Choi Young Do em Qua Nov 09, 2016 5:39 pm






it can't be a mistake if i just call it change


 
Young Do desperta daquele sonho enfezado. Nada aconteceu de fato, embora o seu sarcasmo e irreverencia parecessem reais em demasia. As garotas começam a despertar lentamente, uma sobreo colo da outra. Caso não estivesse desejoso de vingança poderia fazer piada com a cena vislumbrada. Realinha os seus cabelos ligeiramente bagunçados devido a grande imersão na ilusão provocada por indivíduo desconhecido, enquanto planeja mentalmente a vingança caso descubra o seu paradeiro. Rearranja o cachecol em volta de seu pescoço, à medida que caminha em direção à porta da cabine. Observa mais uma vez as garotas a sua fronte, ainda submersas nos acontecimentos vivenciados pelo profundo transe coletivo. Durante as cenas vivenciadas em ilusão, o garoto pode perceber que não deve gastar o seu tempo com as pessoas que não entendem o seu lado humorístico e sua aura cafajeste costumeira. O sujeito a perder não seria ele, mas sim tais outrém. – Foi um prazer conhece-la, Babbete. Porém, estou de saída. Missy não parece estar muito amigável hoje. Prefiro gastar o meu tempo com pessoas que considerem meus comentários relevantes, e saibam entrar na brincadeira. Mas ainda deixo em aberto o convite para fazer a massagem, caso ela decida ser mais sociável. – Sibila com tom aparentemente magoado e que por trás esconde sua aura maléfica e irônica.

Deixa o covil a procura da monitora. Jess, uma das notáveis herdeiras da família Störmberg. Socialmente ocupa um local de destaque dentro da comunidade bruxa e em Hogwarts é conhecida por sua dedicação sem par e atitude forte. Diferente da maioria, o herdeiro Choi mantém com ela uma amizade simplória e reciproca. Ambos são ambiciosos e sabem o que querem da vida, odeiam dar satisfações das ações que tomam e desempenham bem o papel de autoridade. Poderiam ser parceiros de ronda, caso Young Do aceitasse o convite para ser monitor. Estranha o sumiço da garota, que sempre está presente nas conversas mais interessantes do covil, seja para debater e colocar sua opinião às claras, seja para repreender alguns poucos alunos que insistem em fazer baderna em nosso vagão especial.  Caminha vagarosamente pelo corredor, esgueirando as janelas descobertas das cabines de maneira inconveniente e apressada. Os passos ecoam ao longe, assim que seus sapatos repousam fortes no assoalho do trem.  Finalmente consegue encontrar a silhueta franzina e de estatura mediana pertencente a Jess. A garota conversa com alguém que o sonserino desconhece a primeira vista. Talvez já tenha esbarrado, mas não se lembre.

Retira as mãos dos bolsos do sobretudo e desliza em sua direção, repousando sua mão no ombro de Jess, puxando-a para um abraço de lado. – Hey! O que perdi? Você esta tentando seduzir esse rapaz ligeiramente mais novo que você? Que feio, achei que nós éramos amantes fieis. – Diz em voz alta, espantando o garoto de bochechas grandes e avermelhadas. Aparentemente o mesmo parecia ter uma queda por Jess, ou então não teria ficado tão desconfortável com o comentário brincalhão de Young Do. O garoto vira os calcanhares e coloca a monitora de frente para si. – Antes que deseje a minha morte, como todos fazem algum dia por falta de senso de humor, queria dizer que eu te livrei de uma. Não sei se percebeu, mas aquele garoto realmente parecia despi-la com os olhos. Então, de nada amorzinho. – Sussurra ao depositar um beijo simplório em sua testa, em sinal de respeito e carinho. Jess é uma das poucas pessoas as quais Young Do possui algum sentimento positivo e sem segundas intenções. Ele não tenta manipular suas decisões e nem leva-la para o seu caminho fúnebre, sombrio e sem volta. – Vem, vamos para uma cabine. Estou cansado de ficar em pé. Em troca lhe comprarei um par de tortas de abobora.  – Comenta, segurando-a pela mão até chegar a uma das cabines traseiras. Entram e se assentam, deixando a porta aberta para quando a mulher dos doces passar por eles. – Já deu uma coça nas crianças hoje? Aposto que sim... Depois do que já passamos. Eu juro que não me importo de usar um feitiço proibido em quem fez isso conosco, caso encontre.

thanks
Choi Young Do
Sonserina
Galeões : 1467

avatar
Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Jesamine Störmberg em Dom Nov 13, 2016 11:26 pm



Não se lembrava da ultima vez que experimentara o pavor de um pesadelo que lhe aterrorizasse, tão pouco de um sonho que acalentasse seu espirito. Para Jessamine a simples ideia de criar uma fantasia durante o sono lhe trazia certo receio, já que internamente a jovem sentia um pavor oculto sobre coisas que não pudesse vir a prever ou controlar. A jovem despertou de seu torpor lenta e gradativamente enquanto seus olhos piscavam de maneira vagarosa se adequando a nova luz ambiente, essa mais difusa do que a existente na miragem produzida pelo feitiço. Estava sentada em uma das cabines ao fundo do vagão destinado a Sonserina, sua cabeça recostada sobre o vidro da janela enquanto as rodas da locomotiva se moviam por cima dos trilhos em direção ao seu destino final. Era um movimento suave e constante que lhe trouxe foco enquanto a cacofonia de vozes sonolentas ultrapassava cada vez mais alto a porta fechada de sua cabine.Agradeceu aos deuses por estar sozinha no recinto quando percebeu que seu cabelo havia mudado completamente a tonalidade, encarando seu reflexo acinzentado na janela.  

Arfou de maneira contida e se dirigiu o mais rápido que pode em direção as portas da cabine, trancando-as e puxando as cortinas grossas e pesadas. Andando de um lado ao outro do pequeno espaço, tentou limpar a mente ao máximo — uma antiga tática que aprendera quado bem jovem para acalmar seu espirito; De fato demorou um pouco mais do que ela costumeiramente demorava para que os sinais de express e medo sumissem por completo e com eles a coloração verde-acinzentada de suas madeixas. Aliviada a moça abriu as portar tão rápido quanto pode e saiu pelo corredor com o intuito de verificar se estavam todos bem. Não chegou a dar dois passos para fora ates de esbarrar com o pobre garoto do quarto ano, Connor, que pareia muito nervoso. " Me desculpe... Eu só... Estava passando é..." O olhar do jovem se direcionou para o objeto reluzente agarrado ao uniforme da garota, o pequeno broxe de monitoria e instantaneamente sua face enrubesceu; " Tudo bem, na verdade eu que acabei esbarrando em você." A morena respondeu de maneira cordial enquanto colocava firmemente uma de suas mãos enluvadas por cima do ombro do jovem, como se quisesse inspirar confiança.

"Hey! O que perdi? Você esta tentando seduzir esse rapaz ligeiramente mais novo que você? Que feio, achei que nós éramos amantes fieis." Uma voz não anunciada, mas familiar, se pronunciou alguns poucos centímetros de distancia. Rindo de maneira leve Jessamine virou seu rosto analisando as passadas suaves do sonserino que caminhava em sua direção. Young Do vestia-se de maneira simples e elegante, com suas vestes obrigatórias e um sobretudo escuro. O Jovem encarava o garoto mais novo, Connor, com uma especie de interesse peculiar o fez a jovem encarar o rapaz novamente e perceber que o mesmo se encontrava enrubescido novamente. O quartanista a encarou uma ultima vez antes de virar os calcanhares e sair rapidamente do recinto, deixado  Jessamine e Young Do a sós no corredor. Não pode sequer responder ao colega já que enquanto levantava uma de suas sobrancelhas de modo interrogativo o moreno completou "Antes que deseje a minha morte, como todos fazem algum dia por falta de senso de humor, queria dizer que eu te livrei de uma. Não sei se percebeu, mas aquele garoto realmente parecia despi-la com os olhos. Então, de nada amorzinho.". A jovem revirou os olhos enquanto repuxava os lábios esboçando um leve sorriso. "Acredito que a minha integridade física e moral estava indo muito bem mesmo em sua ausência" falou enquanto o rapaz depositava-lhe um beijo na testa de maneira gentil e afetuosa.

Após reclamações oriundas do rapaz, rumaram para a cabine de onde a jovem havia saído pouco tempo antes e se sentaram de maneira despreocupada enquanto esperavam pela passagem da senhora que vendia doces durante a viagem.
Jesamine Störmberg
Monitor da Sonserina
Galeões : 1456

avatar
Monitor da Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum